Prisão

11 09 2010

Ultimamente tenho pensado seriamente em sair do armário… Tenho ligado o “foda-se” pra tantas coisas que presumo que já digam por aí que sou gay. Mais uma coisa pra qual liguei o “foda-se”: não ligo que espalhem isso por aí. Não sinto vergonha de ser o que sou. Só me sinto acuado quando pensam que vão me pré-julgar pelo o que eu sou.

Talvez eu devesse ser mais paciente, arranjar um emprego e ter essa certeza, esse pézinho na independência, ou talvez não, devesse, de uma vez por todas, acabar com esses pensamentos e então partir pra uma nova vida, sem segredos, sem mentiras, sem se preocupar com nada.

Eu não sou a pessoa mais aberta do mundo (no bom sentido) pra sair falando por aí que eu sou gay. Aliás, não preciso sair falando pra todo mundo, eu sei disso. Só devo contar pra quem importa. Minha camuflagem é mais do que boa, porém… Minha língua quase não se contém quando fazem alguma piadinha a respeito da minha sexualidade, principalmente com meus amigos da faculdade. Eu sinto que eles não são o tipo de pessoa que deva ficar sabendo disso.

Estou inseguro, ansioso e pensativo sobre isso. Sair ou não sair completamente?… Dar a minha cara a tapa para a sociedade ou não? Correr o risco de perder amizades valorosas e destruir laços famíliares?…

Acho que estou pensando demais nos pontos negativos e estou esquecendo os positivos. Poderei viver uma vida mais livre de preocupações. Não precisarei engolir mais sapos quanto a isso. E já que me sinto orgulhoso de ser gay, sentirei-me mais ainda, e como sempre disse, terei feito a coisa mais corajosa que um homem pode fazer, assumir a sua homossexualidade.

Entretanto… creio eu que vou ficar mais um pouquinho na minha prisão, refinando esse pensamento…

Anúncios

Ações

Information

One response

14 09 2010
Gui

Até conversamos com isso via MSN outro dia… A forma como você conduz sua ansiedades, desejos e vontades se assemelha as minhas. Eu ultimamente tambem penso em gritar EU no mundo, mas quando vejo o cenário no qual estou inserido, sei que isso desencadeará reações desastrosas que quebrarão a pouca harmonia que existe na minha unidade familiar. Indepedência… É meu foco hoje. Sei que o seu também! Não deixe de correr atrás disso pois quando nos sentimos seguros e sem depender dos outros (em especial financeiramente) a gente administra as consequencias negativas de forma menos dolorosa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: