Inspirações – II

11 12 2010

Solitude

Da janela do meu quarto, ficava eu a observar as pessoas passeando pela rua, enquanto o sol se punha vagarosamente sob as ondas do mar. Eram pessoas de todos os tipos… alegres, tristes, apaixonadas, enraivecidas… mas todas me pareciam iguais. Tinham sentimentos por alguém, mesmo que esse alguém fosse a própria pessoa. Eu era diferente. Havia me desligado do mundo por opção. A solitude e a indiferença me confortam, me protegem e me fazem sentir seguro dentro delas. Ferido fui, e nunca me recuperei, mas obtive consolação nesse meu estado de isolamento.

Mas confesso que ainda espero que alguém penetre esse manto negro da reclusão e me tire daqui.

 

Jovem Urso

Anúncios

Ações

Information

3 responses

11 12 2010
voyeur

e esse alguém ha de chegar!
^^

bjs do voy

12 12 2010
FOXX

vai ser fofo assim lá em casa…

13 12 2010
Renato Orlandi

^^

com certeza alguém há de aparecer!!! mas ó, não fica aí sentado esperando não heim, se joga e abra seu coração, é a parte mais importante! XD

bjuu!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: