Natal com a família? TO THE HELL!!

25 12 2010

Como eu gostaria te ter dito tais palavras e realmente ter tacado fogo na árvore de natal. Já estou bastante farto dessa “tentativa” de reunir a família… É sempre assim… Aquelas mesmas piadas sem graça, as mesmas risadas sem graça… Caramba! Será que as pessoas não enjoam não?

Sei lá… pra mim o Natal não é só mais um motivo pra ficar em família por obrigação. Acho que só deve ser comemorado em família quando a maioria das pessoas está realmente disposta a participar, e desta vez, ninguém estava realmente disposto. O sogro de uma das minhas tias estava bem doente, tinha acabado de sair do hospital e o coitado estava lá… No meio da festa, tiveram que levá-lo para casa. Todo mundo estava preocupado com ele. Tadinho, não precisavam tê-lo trazido até lá. Ele realmente estava mal. Não estava conseguindo comer a comida e tal. Como disse uma das minhas tias, “estava parecendo um bebê”, pois quando ofereceram leite a ele, tomou. Pergunto: Natal é dia de forçar um senhor de 80 e tantos anos a sair de casa quando deveria estar descansando?

Natal é época somente de comilança também? Pois eu só vi as pessoas unidas na hora de fazer a fila pra fazerem os pratos, como num lindo self-service familiar. Tudo bem que eu desfrutei dessa parte, mas será que isso realmente importa? Comer quilos e quilos de comida? Não sou a pessoa mais caridosa do mundo, mas penso que tem muita gente por aí que gostaria de ter um Natal c/ um prato de comida pra comer. E não estou sendo hipócrita, estou só questionando o verdadeiro motivo da festa de Natal da minha família…

Enfim… não tenho mais clima pra ir não… Sinceramente espero que no ano que vem eu tenha algo mais interessante pra fazer. Quero mais é ficar com quem eu realmente quero estar…

Ou então, simplesmente, não vou à festa e fico em casa caçando o que fazer.

Bom… Feliz Natal pra quem é disso… Sem mais,

 

Jovem Urso

Anúncios




Epic Fail Day ¬¬ – Adendo

18 12 2010

E a minha mãe acha que estou bravinho só pra ela  não me encher o saco porque não fiz nada em casa… PORQUE EU ESTOU MUITO PUTO!

Incompreensão WINS!

 

Jovem Urso





Distanciamento…

13 10 2010

A cada dia que passa, eu não me sinto mais parte da minha família. Por quê? Não aguento mais tanta gritaria e tanta desordem por causa de coisas poucas. Dizem que família é assim mesmo, mas eu não me acostumo. Não tenho mais paz dentro da minha própria casa. Todos os dias tenho que conviver com os gritos da minha mãe com a minha irmã… E olha que minha irmã só tem sete anos. Está crescendo tão estúpida e tão sem freios quanto o tio dela foi quando pequeno… Ainda bem que esse já se mudou do quintal… Era um bom amigo pra certas coisas, mas era uma pessoa horrível no geral. Temo que esse seja o destino da minha irmã. Ela é prepotente e “boca-dura”, E SÓ TEM SETE ANOS…

Creio que meu tempo dentro dessa casa esteja se esgotando, pouco a pouco. Quero ter o meu apartamento pra poder viver minha vida em paz e sem ter que esconder de ninguém quem eu sou. Sinto-me angustiado toda vez que tenho que parar para medir palavras, de modo que minha máscara não caia… O pior é que essa angústia não cessa… Do contrário, ela cresce… Cresce toda vez que me vejo num ambiente livre e que posso ser quem eu sou de verdade e não preciso esconder-me dentro de facetas para agradar os outros… Acho que devo ser um imbecil por ter achar que tenho que agradar os outros, mas eu tenho que manter as relações estáveis por aqui, ou pelo menos tentar, pois as coisas não estão nada estáveis por aqui… Problemas financeiros, problemas familiares… É… vou levando a minha vida, que já não é muito simples, aos trancos e barrancos pelos quais a minha família passa…

Quero me libertar de tudo isto! Quero sim, e quero muito!!… Mas parece tão distante, tão onírico… Essa história de me libertar… Hah! Sinto-me pensando como um revolucionário francês no século XVI. Desejo um mundo melhor pra mim, um mundo livre, um mundo onde eu possa mandar em mim…

Na verdade, por trás dessa revolução de palavras… Eu acho que só quero me ver longe da minha família… Por mais doloroso que seja. É… preciso partir, partir pra longe e começar minha vida sem que seja controlado pelas rédeas de tradição e superstições impostas por eles…

Sei que estamos em outubro ainda e faltam 2 meses para que o ano acabe, mas… 2011 promete…

 

Filhote Solitário





Carência…

14 09 2010

Nossa, como tenho estado carente nesses ultimos dias… Ainda mais depois que entrei na faculdade. São Paulo é uma cidade imensa e bem diversificada, como todos sabem, e, como faço faculdade à noite na região da República, que tem vários bares e baladas GLS, sempre acabo vendo gays e etc. Mas me deixa carente quando vejo dois ursos juntos… Ai… Fico imaginando quando encontrarei o meu…

Todavia, como disse no meu post anterior, eu não tenhos atrativos senão a estética, e me parece que os ursos exigem bastante disso. Posso estar enganado, mas isso me motiva a ser uma pessoa melhor e mais, digamos, culta (não no sentido exato da palavra).

E, nesses ultimos dias, tenho reparado muito no físico de homens que eu falo “hum, queria um desses pra mim”, independendo se os conheço ou não, se os acho gay ou não. O pior é que não tenho conseguido ser lá muito discreto… Agora eu já não vejo mais tanto defeito nessa peculiaridade masculina de ficar observando algo “interessante” de maneira indiscreta. Às vezes pode não ser só pelo interesse sexual que sentimos, mas como se desejássemos ter uma pessoa daquelas por perto, nos tornarmos mais íntimos e ter aqueles momentos “açucarados” (trocar palavras amorosas, carícias, abraçar, ficar lá parado, só curtindo a presença do outro e afins)…

O ruim de sonhar tanto com esse momento, é que acabo tendo alguns sonhos à noite que acabam sendo muito bons, deixando aquela sensação de “ah… não queria que acabasse…”, ou alguns que de certa forma são indesejáveis pra mim. A exemplo disso, posso citar um sonho que tive com meu melhor amigo, noite passada. Nos meus padrões, ele é um cara bastante atraente, é gente boa e nós conversamos muito. Ele é heterossexual, tem namorada e também sou muito amigo da namorada dele. Eu simplesmente odeio, ODEIO quando eu sonho que estou num desses momentos açucarados com ele. Por quê? Ora, tenho algumas experiências ruins de amor platônico, e esse se enquadra no pior tipo, naquele amor que eu não posso e não quero investir, mas que não sai da minha cabeça. Confesso que já quis muito ter um lance com ele, mas, devido às circunstâncias, decidi “matar” essa paixonite e partir pra outra. Mas… cadê a outra??? >_<

Ai… só espero que consiga resolver esses meus enroscos com faculdade, grana e residência, porque olha… Tá difícil de “sair à caça” sem ter a minha independência…

Filhote Solitário








%d blogueiros gostam disto: