Jovem Urso Informa

18 12 2010

Estava eu passeando pelo meu reader e vi um post deveras interessantíssimo no Mãe, Sou Gay. Primeiramente gostaria de parabenizar a autora do blog pelos ótimos posts, que já venho lendo a algum tempo. Pretendo passar o endereço desse blog para a minha própria mãe, quando esta estiver “incluída digitalmente” e souber da minha condição… (não sei como ela sobrevive sem internet até hoje, mas…).

Realmente, penso que a educação quanto à homossexualidade nas escolas é um tanto falha, pois não faz muito tempo que saí dela (1 ano apenas). Apesar de não aparentar tanto ser gay, eu me sentia acuado com os comentários que eram feitos a respeito de nós… Juro que, até os 16 anos, eu pensava que TODOS os gays, uma hora ou outra ficavam efeminados e um pouco andróginos (nada contra os efeminados) e temia por isso, pois não imaginava como eu iria conviver com isso. Agora sei que existem os efeminados, os que dão um pouco de pinta, os que não dão pinta nenhuma, dentre outros tipos.

São pessoas normais como qualquer outra, com características únicas como qualquer outra. A escola pública (e a particular também, convenhamos) carece de informações sólidas a respeito desse assunto e achei bem bacana a iniciativa de ter sido criado um Kit Escola Sem Homofobia. Como minha mãe sempre me dizia, a educação na escola e em casa é a base para a formação do caráter de uma pessoa. Apesar de os alunos não absorverem com eficiências certas matérias por causa de dificuldades próprias, uma coisa é certa: alunos absorvem os resultados das relações interpessoais que tem na escola.

Não vou prolongar mais, pois não sou nenhum pedagogo nem teórico na área e, ainda, não tenho tanta vivência para dissertar mais longamente sobre isso. Acho mais do que importante disseminar essa notícia. Leiam, e se já tiverem lido e quiserem ler de novo para ver se perderam alguma parte da notícia, leiam de novo, =)

 

Jovem Urso








%d blogueiros gostam disto: